RSS

Pequim-2008: as apostas na revolução digital

06 ago

Mais uma vez as redes sociais e os sítios de relacionamentos na internet são vistos como instrumentos de extrema importância para que algum assunto atinja um público mais amplo e diversificado.

Desta vez, o assunto é Pequim: “Os Jogos Olímpicos serão transmitidos pelo Facebook, YouTube e Flickr, não importa se aprovamos ou não. Nós temos de nos comprometer com eles”, disse Balfour em uma coletiva sobre esporte e tecnologia, em Londres, de acordo com o site em português da revista InformationWeek.

“Durante o mês de maio, os usuário de internet dos Estados Unidos assistiram mais de 12 bilhões de vídeos online, de acordo com uma pesquisa realizada pela Comscore, o que indica o aumento de 45% em relação ao ano passado”, continua a reportagem.

Creio que a revolução tecnológica será mesmo essencial para difundir os Jogos, e uma porta de entrada aos que nunca se interessaram por ele, já que a facilidade do cidadão em escrever algo e divulgar fotos e vídeos na internet é imensa e real.

Contudo, confesso que ainda fico receoso, quando escuto que a revolução digital possa salvar alguma coisa. Quem nunca se interessou pelos Jogos Olímpicos, apenas passará os olhos para buscar alguma coisa paralela que atraia mais, como jogos virtuais para se jogar on-line, a publicidade, as curiosidades locais, e não o evento em si.

Fica a dica para a reportagem, que não deixa de ser interessante.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 06/08/2008 em Jornalismo

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: