RSS

Arquivo da categoria: Educação

Mudamos!

O blog “Do Analógico ao Digital”, inicialmente pensado para pesquisar e acompanhar o jornalismo na web, mudou, e está em novo endereço. Para continuar acompanhando o nosso trabalho, agora um espaço virtual para reflexão sobre Tecnologia, Educação e Comunicação, acesse O Café Digital.

 

Obra apresenta a relação entre o humano e a técnica na era das redes

Por Andre Stangl, no Blog do Atopos (Centro de Pesquisa Internacional ECA/USP).

Uma necessária reflexão além do pensamento humanista para a compreensão da nossa condição contemporânea. O que a ficção científica e o cinema tinham imaginado nas cenas de filmes famosos, nos quais o humano sofre mutações através das suas interações com a técnica, não deve ser pensado como algo assustador ou como a imagem de um futuro fantástico, mas como os dinamismos que acompanham a humanidade desde o seu surgimento. As primeiras interações do homem com a técnica o deslocaram de sua condição humana para além dos limites do seu corpo.

A obra: “Pós-Humanismo: as relações entre o humano e a técnica na época das redes” foi organizada por Massimo Di Felice, sociólogo e doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e Mario Pireddu formado em Ciências da Comunicação pela Università La Sapienza Di Roma e doutor em Teoria da Informação e da Comunicação.

Ao trazer à tona as formas tecno-humana de interação social, a obra parte do princípio de que a reflexão humanista sempre separou a técnica do homem e que para a compreensão da nossa condição contemporânea, é preciso ultrapassá-la, ir além do humanismo, para repensar, a partir de um ponto de vista histórico mais amplo, a relação entre o homem e o mundo ao seu redor.

O conjunto de inovações tecnológicas e comunicativas que se difunde em nossa contemporaneidade redefine e altera o nosso cotidiano e os nossos sentidos, mostrando-nos a inadequação e os limites dessa percepção histórica e nos obrigando a repensar o absolutismo do princípio de autoformação e autodeterminação do humano.

Leitura relevante para estudiosos de diversas áreas, entre elas, Comunicação, Ciências Sociais e Filosofia, especialmente em níveis de pós-graduação e graduação. Trata-se do segundo volume da série “Era Digital”, publicado pela Difusão Editora em parceria com o Centro de Pesquisa ATOPOS, da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, voltado aos estudos da comunicação digital. Composto por treze capítulos, o livro reúne textos de biólogos, filósofos e sociólogos de vários países e importantes pesquisadores brasileiros que refletem de diversos pontos de vista a relação entre o humano e a técnica na época das redes apresentando os possíveis significados do conceito pós-humanismo.

Lançamento com mesa redonda: “As relações entre o humano e a técnica na época das redes”.

Dia 16 de junho na Livraria Fnac – Pinheiros
Horário: das 19 às 21h

Debatedores: Massimo Di Felice (organizador da obra, sociólogo e doutor em Ciências da Comunicação pela ECA-USP); Andre Stangl (Filósofo, mestre em Cibercultura (FACOM-UFBA) e pesquisador associado do Centro de Pesquisa Internacional ATOPOS (ECA/USP); Lucia Santaella (Professora titular da PUC-SP. Livre-docente em Ciências da Comunicação pela USP e doutora em Teoria Literária pela PUC-SP.); Ciro Marcondes Filho (Professor titular da ECA/USP. Doutor pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha, e pós-doutor pela Universidade de Grenoble, na França. Jornalista, sociólogo, tradutor.)

Sumário:

Capitulo 1 – A carne do futuro. Utopia da desmaterialização – Mario Pireddu

Capitulo 2 – Estéticas do pós-humanismo e formas atópicas do habitar – Massimo di Felice

Capitulo 3 – Pós-humano, pós-humanismo, anti-humanismo: discriminações – Lucia Santaella

Capitulo 4 – O novo totem do pós-humano – Derrick de Kerckhove

Capitulo 5 – Contra a pureza essencialista, rumo a novos modelos de existência – Roberto Marchesini

Capitulo 6 – Corpos e informações: o pós-humano de Wiener a Gibson – Antonio Caronia

Capitulo 7 – Convém falar das coisas que não se sabe – Alberto Abruzzese

Capitulo 8 – A natureza humana depois do humanismo – Roberto Esposito

Capitulo 9 – A inteligência do corpo: a sua evolução e a sua hereditariedade. Tecnologias do vivente – Pier Luigi Capucci

Capitulo 10 – O quarto corpo – Mario Perniola

Capitulo 11 – Redes e ambientes virtuais artísticos – Gilbertto Prado

Capitulo 12 – Impasses da comunicação eletrônica: a questão do diálogo na rede e do outro – Ciro Marcondes Filho

Capitulo 13 – Marshall McLuhan e o pós-humanismo – Andre Stangl

 

Jogo é projetado para ensinar conceitos básicos sobre Física

Cada vez mais os jogos ganham espaço na educação e no jornalismo.. agora é a vez de testar um game para ensinar Física.

“Uma espaçonave de tamanho subatômico tem a missão de capturar partículas, identificá-las e com elas montar estruturas atômicas em outro planeta. Essa é parte da missão do Sprace Game , um jogo de computador projetado por físicos do Centro Regional de Análise de São Paulo (Sprace) da Universidade Estadual Paulista (Unesp) com o objetivo de transmitir conceitos de física de partículas para o público leigo…”

As informações são de Fábio Reynol, da Agência Fapesp.

 

Literatura na era blogs é tema de encontro na Casa das Rosas

Aproveitando a passada pelo IDGNow na manhã desta sexta-feira, fica também esta dica de @JulianoMoreira via twitter.

Com entrada franca,debates serão mediados pelo blogueiro Zeca Bral, do blog Meia Duzia, e Fabiana Chiotolli, da Biblioteca de São Paulo.

A Casa das Rosas, espaço paulistano de literatura, promove em dois domingos do mês de abril (11 e 25) uma discussão sobre os meios de difusão da escrita em rede, os casos de sucesso e os rumos da literatura diante do surgimento dos novos suportes de comunicação.

Os debates serão mediados pelo blogueiro Zeca Bral, do blog Meia Duzia, e Fabiana Chiotolli, educadora da Biblioteca de São Paulo. Eles vão apresentar material ilustrado com tendências e resultados de alguns trabalhos feitos por escritores de várias partes do mundo.

Serviço
Bate-papo sobre blogs – Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Local: Avenida Paulista, 37 – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô
Data: domingos, 11/4 e 25/4 – 15 h
Número de vagas: 20
Inscrição no local ou pelo e-mail: karenkipnis.cr@poiesis.org.br
Idade: a partir de 15 anos
Entrada: grátis

 

Seminário internacional debate comunicação e crise da ação

O eminente professor da Universidade de Roma, Mário Perniola, é o próximo conferencista do Seminário promovido pelo ATOPOS, centro de pesquisa em comunicação digital vinculado à Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), na próxima quinta-feira 10/12. Especializado em estética, o filósofo abordará as relações entre as comunicações e as principais mudanças do mundo contemporâneo, focando em especial a teoria da crise da ação, consequência do impacto na arte, na política e na sociedade das novas tecnologias comunicativas durante a conferência “Milagres e traumas da comunicação”, com início às 14 horas e seguida de mesa redonda com a participaçao de Waldenyr Caldas e Massimo Di Felice.

Data: 10 de dezembro (quinta-feira)

Local: ECA/USP – Auditório Lupe Cotrim, Prédio Principal, 1° andar.

Horário: das 14h às 18h

Entrada franca

 
 

“Sai do papel a Universidade Virtual de São Paulo”, diz José Serra

“Um sonho realizado. Em parceria com a Unesp, sai do papel a Universidade Virtual de SP (Univesp), totalmente gratuita. 1º curso: Pedagogia.” Assim escreveu o governador de São Paulo José Serra em sua página no Twitter.

De acordo com o site da Secretaria da Educação, a Univesp é um “programa de expansão do ensino superior público do Governo do Estado de São Paulo”. Ainda segundo o site da Secretaria, o curso de graduação em pedagogia mencionado por Serra será oferecido pela UNESP, e se destina a professores da rede pública e privada: “terá 1350 vagas iniciais, das cinco mil que vai oferecer ao longo de 2010 e 2011. As inscrições para o processo seletivo (vestibular) acontecem ainda neste ano;  o curso terá início no primeiro semestre de 2010, com 3 anos de duração (carga horária total de 3.390 horas) e 40% das atividades no modo presencial, em atividades realizadas nos cerca de 30 polos distribuídos pelo Estado de São Paulo. Para inscrever-se, o candidato deve estar em atividade docente da rede pública ou privada do Estado de São Paulo”.

O Governador que assume o apelido de “twitteiro” ainda escreve mais sobre a Univesp no microblog:

“Serão 5 mil vagas p/ professor de escola pública e privada, em curso semi-presencial de 3 anos: 60% via internet ou TV Digital e 40% em sala

Alunos dos cursos técnicos e tecnológicos terão cursos extra-curriculares de um ano de inglês e espanhol. 7.500 vagas, a partir de outubro.”

“Em convênio com o C. Paula Souza: Curso de Tecnologia em Processos Gerenciais, p/ micro e pequenos empresários. 3.200 vagas, em 40 cidades.

“Com a TV Cultura, criamos a Univesp TV, canal digital para transmitir as aulas 24 h por dia. Os processos seletivos serão este ano.”

 

Tags: ,