RSS

Arquivo da categoria: Infografia

Mudamos!

O blog “Do Analógico ao Digital”, inicialmente pensado para pesquisar e acompanhar o jornalismo na web, mudou, e está em novo endereço. Para continuar acompanhando o nosso trabalho, agora um espaço virtual para reflexão sobre Tecnologia, Educação e Comunicação, acesse O Café Digital.

 

Marca publica interessante “especial” para o Mundial 2010

Um “especial” criado para transmitir informações sobre a Copa do Mundo foi publicado há alguns dias no site do jornal esportivo espanhol Marca. Há muitas seções no mesmo espaço, mas em “Calendário” basta o leitor correr o mouse sobre o nome da seleção e automaticamente aparecem informações sobre a chave em que ela está, os jogos da primeira fase, horário, estádio, cidade e dia da semana, além de dados sobre os cruzamentos a partir das oitavas-de-final.

É uma maneira interessante, organizada, mas não apresenta novidade. Também não se pode dizer que é apenas uma infografia, porque vai além. De qualquer forma, vale o registro por aqui e uma “zapeada” por lá.

 

As mudanças na Folha de S. Paulo

Como não poderia deixar de ser, por mais de 1 hora na aula desta segunda-feira, puxei o assunto com os meus alunos de jornalismo. Muitos pontos foram discutidos e nenhum teve unanimidade de opiniões. De qualquer forma, tentarei mesclar um pouco do que foi falado em sala com o que escreve Alex Primo, que tratou sobre o mesmo assunto em seu Dossiê, e em boa dose eu concordo com as linhas que lá estão.

“Assim que peguei o jornal em minhas mãos vi o mesmo anúncio com Fernanda Torres que anunciava: “Enquanto se discutia o futuro do jornal, a Folha fez o jornal do futuro”. Jornal do Futuro? Quando vi esse mesmo anúncio há uma semana, fiquei tentando antever o que as renovadas páginas do jornal nos trariam. Fiquei torcendo por mais opinião e o fim de manchetes que repetiam o que todo mundo já sabia desde ontem. Além disso, imaginei que o projeto gráfico ficaria tão moderno ao ponto de lembrar páginas de portais da Web (seria mais uma concretização do conceito de remediação!)”, diz o pesquisador da UFRGS. Concordo.

Na tentativa de salvar o impresso, as empresas estão apostando em muitas fórmulas, e a Folha não fugiu à tendência. Sem dúvida alguma, numa estridente divulgação, o jornal chamou a atenção dos leitores (muito mais do que a recente e acanhada mudança no Estadão) e gerou uma mudança radical na roupagem – aliás, dá vontade de clicar em alguma frase colorida da primeira página do impresso, que mais parece a capa de um site de notícias. Em relação ao conteúdo, fica a mesma dúvida apresentada ao Frias no documentário divulgado pelo grupo: como pode ser mais analítico e mais conciso ao mesmo tempo?

Diz Primo em outra parte: “Enquanto o elevador me levava até meu apartamento, fui abrindo os primeiros cadernos do jornalão… eu não podia esperar para ver o jornal do futuro. A Folha prometia revolucionar o jornalismo impresso e eu, um assinante de anos, queria ser testemunha desse momento histórico. Pois eis que à medida que eu ia folhando as páginas dos cadernos, meu entusiasmo foi perdendo força. Sim, encontrei um novo projeto gráfico, que oferecia mais cor e melhor legibilidade. Mas onde se escondia a revolução prometida?”.

É fato que a Folha impressa buscou uma aproximação grande com algumas das principais características da Internet, e a aposta tanto pode dar certo quanto pode ter sido um tiro no pé. O Ilustríssima trouxe uma página chamada “Minha História”. A “Folha Corrida”, que já existia no Cotidiano, mais parece a página de frases da Veja. Bem, eu não duvido que a grande maioria dos impressos diários se transforme em semanários daqui uns anos.

Ainda sobre o Ilustríssima, eis duas páginas que vale a pena citar. Esta da esquerda, que fala sobre eventos culturais, foi inteira produzida lembrando uma infografia, que remete a linhas de metrô. Nem melhor nem pior, apenas diferente, como diz o slogan de uma escola de samba carioca. A maioria dos alunos gostou. Eu acho que combina mais com a Internet – fico querendo passar o mouse nestas bolinhas para ver se abre uma caixa de texto. E o texto da direita, “O cachorro”? Com aparência de Blog, parece que foi inteiro selecionado com o mouse, para depois receber um ctrlC + ctrlV.

As mudanças no caderno Esportes foram boas. Nenhuma novidade, já que outros impressos partiram antes para o mesmo caminho, mas ficou bom. Fotos com mais qualidade de impressão (aparentemente) – novamente uma alusão a uma revista – e em maior quantidade. Mais colorido e mais leve.

No geral, “é bem verdade que a diagramação ganhou mais movimento. Ficou menos dura e quadrada. Os encorpados títulos e intertítulos poderão captar a atenção do leitor mais ligeiro (…)”, diz bem Alex Primo. E a conclusão do gaúcho também será aproveitada pelo autor deste post: “A Folha ontem apresentou apenas mais uma reforma (…) Agora, se ela acha que isso é o jornal do futuro, realmente os jornais impressos não tem salvação”.

 

Siga a nuvem vulcânica: infografia interativa

Dica do Prof. Marcos Palacios, Blog do GJOL (UFBA) – Um Blog coletivo sobre Jornalismo, Internet e Novas Tecnologias de Comunicação mantido por integrantes do Grupo de Pesquisa em Jornalismo On-line da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia.

A nuvem produzida pela erupção do vulcão islandês que está causando cáos aéreo na Europa pode ser seguida através de um infográfico no Guardian.

 
1 comentário

Publicado por em 16/04/2010 em Infografia, Internet, Jornalismo, Web 2.0

 

Especiais multimídia sobre o terremoto no Chile

Por José Orihuela, do Digital Media Weblog

Un análisis comparado de tres especiales multimedia sobre el terremoto en medios chilenos (Emol, La Tercera y Publimetro) permite identificar las mejores prácticas. El análisis de los especiales multimedia elaborados por los medios chilenos Emol, La Tercera y Publimetro para la cobertura del terremoto del 27 de febrero permite identificar una serie de prácticas que pueden proyectarse a otros medios y a otras crisis. DIGITAL MEDIA WEBLOG

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21/03/2010 em Infografia, Internet, Web 2.0

 

Infografias estáticas de Estadão e NYTimes mostram retrospectiva da década

Muito parecidos na aparência, os infográficos estáticos do Estadão e do The New York Times apresentam ao leitor uma retrospectiva da década. Ficaram bons, mas não vejo muita eficiência em algo 100% estático que tinha tudo para ser um excelente especial multimídia. Para acessar basta clicar nas imagens reduzidas.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 08/01/2010 em Infografia, Internet, Web 2.0

 

Realidade Aumentada ganha o mercado imobiliário

A realidade aumentada é aquela que já discutimos por aqui.. o Estadão inovou quando a adpatou aos seus especiais, sites espanhóis utilizaram em infografias digitais animadas, depois virou aplicativo de Iphone, e agora o mercado imobiliário internacional já vem tentando explorar a ferramenta. Assim como aconteceu com o exemplo do Iphone, uma empresa francesa apostou na RA.

No Blog Ad!vertido, o autor afirma que a imobiliária  Meilleurs Agents apostou com tudo em RA para conectar os clientes com suas ofertas. “Sobreposta à imagem real do imóvel, o cliente visualizava na tela do seu celular informações e características (como preço, tamanho, etc.) de imóveis em Paris e outras regiões”… como mostra o vídeo no youtube.